Henrique 'Foca' Iamarino
Image for post
Image for post

Origens e processo evolutivo da escrita e suas formas foram tema deste bate-papo informal que tive o prazer de participar. Aqui, de forma resumida, deixo referências e links para complementar.

Image for post
Image for post
Eis nosso roteiro de viagem :)

Da fala ao símbolo

Pictogramas traduziam objetos. Ideogramas podiam representar ideias e ações. Hieróglifos, por sua vez, são símbolos que podem representar objetos, ideias e ações. Nesta evolução da linguagem pictórica adotada no Egito nasce também a representação sonora dos símbolos.

Image for post
Image for post
Cavernas de Lascaux, França / Hieróglifos em Luxor, Egito.

Do Símbolo à Norma (História)

Fenícios entre os mais antigos alfabetos registrados, composto já de letras em desenho simplificado. Gregos evoluíram as ideias fenícias gerando um alfabeto mais moderno. Romanos expandiram e evoluíram o alfabeto grego, inovando no desenho ao adicionar extensões nas extremidades das letras (só maiúsculas): as serifas.

Image for post
Image for post
Alfabetos Fenício, Grego e Romano — evolução compartilhada

Roma e a origem das Serifas

Nossas serifas, detalhes que diferenciam sua Times New Roman da Arial no Word, são uma estilização da técnica do entalhe em pedra. As terminações das letras esculpidas careciam de profundidade por uma característica da ferramenta (cinzel). A solução visual foi prolongar as extremidades no rascunho com pincel, o que adicionou pequenas extensões achatadas ao fim das letras. …


Image for post
Image for post

Meet the typographer who was arrested for his ideation on typography and composition. A founding father of present Graphic Design: Jan Tschichold.

München, Apr 1933
Police troops ram the city with mass arrests. Police Stations are under chaos with people coming and going. There’s no time for proper records and legal burocracy. Amid all a policeman is searching for someone among the prisoners that await their transfer to the labor camp.
« Professor Tschichold? You’re free to go » he announced. Then lowered his voice and stared the man wearing a crumpled bow tie. « I have clean passports for you, Edith and the baby. Wait for me by the hall and then get out of here. »
« Thanks Hans. I appreciate it. I owe you this… »
The policeman glared that drained but confident face. There were wrinkles here and there and the hair loss was marching on. But deep down he was the same Jan — a childhood friend back in Leipzig.
« Now do yourself a favor, Jan. Get rid of that Russian philosophy that clogs your mind. You’d be a star among the Führer ranks, you know that… »
« Much obliged, Herr Bräun. But I am destined for something far greater than that. The conservative Hitler is the Past. I am the Future!»

Son of a sign painter, Jan Tschichold began to work with the Typography since his early years. …


Image for post
Image for post

Pictographic systems prevail on our public spaces and devices. What many don’t know is that much of what we understand as visual language today has born in Otto Neurath’s Method of Pictorial Statistics of Vienna — later known as ISOTYPE

Reading Time: 4 mins

Take a look around. You’ll probably see a lot of clustered information on display: street signs, warning boards, infographics, icons. They’re everywhere. They tell us full stories by the use of simple structures, conveying messages through patterns and images. But how to communicate globally with consistency, despite cultural differences?

By the beginning of the 20th century, social scientist Otto Neurath (Vienna, 1882) discussed ways to refine and expand the diffusion of information in his society. With his hybrid formation in Sociology and Economics Professor Neurath claimed that Social Sciences should interact more with Math Sciences for higher standards of Objectivity. …


Image for post
Image for post
Machado de Assis, aos 57 anos

O melhor do Brasil já foi o Brasileiro. Hoje, considera-se aqui e ali que seu povo seja o pior desta terra. Fato é que, de um jeito ou de outro, ruim mesmo é o Brasil — a quem precisamos sempre punir.

Desde 2013 observamos o povo sair as ruas deste país. O povo, outrora 'manso' e 'cordial' agora grita, bate panelas e 'xinga muito no WhatsApp'. O foco da revolta, porém, é sempre difuso — ainda que os sentimentos de desalento, amargura e desgosto sejam claros. Na realidade que nos agride, a atenção especial à classe política dominante é óbvia e justificada. Mas tal atenção vêm sempre acompanhada de máximas da Filosofia Tupiniquim:

'Este país não vale nada'. 'Somos um povo vira-lata mesmo, não há solução'. 'Nesta terra nada anda direito, desde Cabral!'

Numa era de extremismos, há sim um sentimento de ódio pelo próprio Brasil. Uma ira cada vez menos velada, em contraponto absoluto a aquele tristonho canto 'Sou Brasileiro com muito orgulho, com muito amor'. Retornei ao Brasil há poucos meses, talvez esse aspecto social me pareça mais evidente por isso. Na Itália, o sentimento em relação à nação é o oposto, como escrevi em 2016. …


Image for post
Image for post
Massimo Vignelli — Milão (IT) 1931, Nova York(US) 2014. Ilustração por Olli Österberg

Esqueça o que possa ter ouvido sobre aquele profissional que só usava 5 famílias tipográficas. Massimo Vignelli foi muito mais que isso e você se supreenderá ao descobrir o frescor de seus projetos.

Numa noite do inverno de 1960 descia um Alfa Romeo Berlina 2000 pela colina que termina na fronteira entre Suiça e Itália, região de Chiasso. Incomodado pelo frio cortante, o oficial da guarda aborda o condutor e checa os documentos. O homem, um produtor gráfico milanês, retorna a casa depois de uma jornada de trabalho em Zurique, capital vizinha. Algumas horas depois, da segurança de seu lar em Milão o homem faz uma ligação:

— Massimo, sou eu, Nava.
— Ciao Felice, e aí, como foram as coisas desta vez?
— Feito! Aprendi alguns truques e distribuí melhor o material pelo automóvel. O peso não me denunciou como outrora.
— Bravo! Finalmente chegou a hora de trabalhar a renomada Helvetica.

A estória é real, assim como seus atores. Nava foi um dos grandes impressores italianos de seu tempo e Vignelli um proeminente designer na época. Depois de uma tentativa fracassada na fronteira, Nava finalmente conseguira atravessar portando os tipos móveis de chumbo da Neue Haas-Grotesk, família tipográfica hoje mais conhecida como Helvetica. Tal acontecimento impactaria não só Massimo Vignelli diretamente mas toda a produção de Design no mundo e muito do que vemos na internet atual.

Minha primeira impressão de Massimo Vignelli não foi boa, confesso. Me lembro de uma aula na faculdade, da famosa descrição de um velhinho designer italiano que não trabalhava com mais de 5 famílias de fontes diferentes e desprezava toda e qualquer produção tipográfica de então. Para ele simplesmente não havia motivo para a invenção de novas fontes, o que me parecia arbitrário e absurdo. Fiquei com isso na cabeça, esqueci-o por uma década. Quis o destino que em Milão, sua cidade natal, eu voltasse a descobrir seu pensamento e obra que hão de ecoar por muitos anos — ainda que tal senhor simpático tenha nos deixado em 2014. …


Image for post
Image for post
Massimo Vignelli — Milan (IT) 1931, New York (US) 2014. Illustration by Olli Österberg

Forget about the professional that rejects Typography and considered only a few typefaces. Massimo Vignelli mind was much more than that and you'll be amused to discover.

It was a common night on Chiasso, the swiss-italian border, by the winter of 1960. The official on duty left the cozy guardhouse to check the documents of an Alfa Romeo Berlina 2000 coming down the slope.
The driver, Felice Nava, was an elegant milanese printer returning home after a day of work at Zurich — as he stated.
Some hours later he made a call from his office in Milan:
— Massimo, it’s me, Nava.
— Ciao Felice, how was it this time?
— Done! I got wise. Distributed better the material. The load did not reviled me as before.
— Bravo! We have Helvetica then.

The story is true and so are actors. Nava was one of the great printers in Italy and Vignelli a prominent Designer by that time. After having his letterpress lead type blocks confiscated by the border police once, Nava finally made it and crossed the border bringing Neue Haas-Grotesk, a typeface that would impact Massimo Vignelli and his work forever.

The first time I heard about Massimo Vignelli I had a bad feeling about the guy, I confess. I was in college and when a teacher came up with the same old story of a designer standing against the use of too many fonts it just pissed me off. Instantly I pictured an old reactionary pop-star designer on my mind and that was it. Lucky me that ten years later, while living in Milan, I rediscovered the existence and presence of Vignelli's work. …


Image for post
Image for post

Design is all about concept, not techniques. In this article I disclose my decisions and choices during the craft of my design portfolio.

As a designer I always had lots of digital portfolios. Since pretty young I knew that showcasing my work and thoughts would be primordial to construct a better future and design career.

Since you work everyday, you always have new things to present. You basically could assemble a new portfolio per semester, or less. But as you're always involved in projects when should you reserve time to work renewing your portfolio? And how to do it?

According to Cambridge Dictionary a portfolio is a collection of drawings, documents, etc. that represent a person’s, especially an artist’s, work.


Image for post
Image for post
everythingisaremix.info by Kirby Ferguson

We humans could be arrogant sometimes. Or we may be ignorants. This is especially true when we examine creative people.

Sometimes we are so focused on our learning-producing reality that we turn to think we do create things. In fact, we are all remixers. By dictionaries Remix means:

To combine or edit existing materials in order to produce something new.

So, when talking about Design — everything is already done? How can we be sure?

To answer that question I started this publication. To help myself and others to become great remixers.

Welcome to Design and Typography History!

Hope you enjoy the show and bear with my writing problems — I’ll get better soon. You can also collaborate by comments, suggesting new themes and bios.

Examples of remixes on general Pop Culture :P


Image for post
Image for post

Conheça minha metodologia para uma evolução real — pessoal e profissional — apesar da crise e do desemprego. Post 2 de 2.
Tempo de leitura: 6.15 mins

Finalizando o pensamento que iniciei na última quinzena trato das 2 etapas finas do processo que sigo para seguir prosperando pessoal e profissionalmente. Se não leu o primeiro artigo, clique aqui e confira-o primeiramente.

Se você já é meu leitor acredito que esteja atento. Se não é, saiba que não ofereço fórmulas prontas ou respostas concretas. Não acredito em um caminho suave — ainda que tenho aprendido o Bêaba em uma apostila com este nome! Mas creio fortemente em trabalho e ciência, que, quando aliados, tornam-se Método. …


Image for post
Image for post

Conheça minha metodologia para uma evolução real — pessoal e profissional — mesmo em tempos de crise. Post 1 de 2.
Tempo de leitura: 8.45 mins

Remexendo em meus arquivos encontrei um post desta mesma época, na virada de 2015 para 2016.

“O ano de 2015 no Brasil foi marcado por acontecimentos tristes, que repetem-se infelizmente ano após ano. Violência urbana absurda, total falta de disposição e planejamento político, corrupção (da sede do Planalto à sua ligação clandestina de tv) e um baixíssimo investimento em educação, de forma geral. Fora daqui, o terrorismo e as sequelas do fanatismo voltaram a assombrar o noticiário, o que convenhamos, também não chega a ser grande novidade. …

About

Henrique 'Foca' Iamarino

I handle visual projects with consideration, proportion, hierarchy & harmony. And try to live a meaningful life being helpful to Mankind.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store